segunda-feira, 24 de março de 2008

Judas, o traidor do movimento.

Sabado passado não rolou Difusão do Rock. E eu só fiquei sabendo em cima da hora, depois de ter preparado o programa, depois de ter mandado 500 e-mails para os meus contatos, avisando que a radio web estava on-line, depois de ter colocado um anuncio de meia página no jornal da cidade. Frustrante. Mas confesso que me sinto um pouco culpado. Desde sempre a gente sabia que em datas comemorativas cristãs, o padre encasqueta de falar mais que a mulher da cobra e extende a missa, que é transmitida ao vivo, antes do Difusão. E, é claro que no dia de malhar o Judas tem que ter uma missa quilométrica também. Eu meio que já imaginava isso. Mas não me agilizei pra saber. Então ficamos eu e os ouvintes do Difusão, todos a ver navios. Culpa do Judas, que além de traidor e presepeiro ainda é um entrave na vida de todos os programas de rock que vão ao ar depois de uma transmissão ao vivo de missa semanal. Por isso que ele é um judas e tem que ser malhado mesmo. Traidor!

4 comentários:

Zaratustra disse...

ouvi dizer que judas frequentava pagode nas quintas...
e nunca perdia o primeiro grito de carnaval, as vezes era ele mesmo que dava o grito.

Dione disse...

Apesar da não transmissão do programa, a Difusora ficou tocando Rock (alguns meio pop) até depois da meia-noite (até achei estranho a rádio ficar aberta até esse horário).

Rafael disse...

Olá, Dione.
Nesse final de semana eu estive ausente e não pude fazer o programa. Que bom que o nosso amigo Gari preencheu a programação com muito rock´n´roll...

e quanto à radio tocar até depois da meia noite, a nossa Difusora é a unica rádio da região com transmissão 24 horas.

abraço.

Amyitis disse...

Judas traiu para salvar você